UNEP

CANCEROLOGIA CIRÚRGICA

O objetivo do Programa em Residência Médica em Cancerologia Cirúrgica é a formação de profissionais capazes de desenvolver uma nova prática em saúde comprometida com os princípios que regem o sistema de saúde e desenvolver as seguintes capacidades:

- Clínica;

- Gestão;

- Pesquisa;

- Educação; 

- Autonomia no exercício profissional;

- Conhecimento e prática em Cirurgia Oncológica para atuar na assistência ao paciente que apresente indicação de tratamento cirúrgico com ênfase nas áreas abdominopélvica, ginecologia e mastologia, tórax, tecido ósseo e conectivo e urologia;

- Tratamentos e cirurgias oncológicas: tumores malignos andominopélvicos, ginecológicos, mamários, de tecido ósseo e conectivo e urológico;

- Procedimentos de diagnóstico, estadiamento, seguimento e resultados;

- Pré e pós-operatório;

- Tratamento cirúrgico;

- Complicações terapêuticas;

- Infecção hospitalar;

- Cateteres;

- Cuidados paliativos;

- Reabilitação integrada.

 

* R1 - Primeiro Ano

- Acompanhamento da elaboração de anamnese e exame loco-regional do paciente.

- Discussão e elaboração de hipóteses diagnósticas.

- Solicitação de exames complementares.

- Realização de estadiamento.

- Discussão de casos clínicos.

- Acompanhamento na realização de procedimentos diagnósticos/terapêuticos invasivos: biópsias, punções, exéreses, etc.

- Acompanhamento no Atendimento de casos de urgência/emergência de pacientes internados ou encaminhados paraambulatório.

- Acompanhamento do agendamento de consultas/procedimentos terapêuticos.

- Solicitação de consentimento informado.

- Acompanhamento das respostas aos pedidos de parecer.

- Registro de informações segundo padrões do sistema de registro hospitalar de câncer.

- Cancerologia Básica: Noções, histórias e conceitos básicos de Cancerologia.

- Acompanhamento na realização de atividades cirúrgicas com condições tecnológicas, materiais e humanas.

- Recuperação pós-anestésica.

- Recuperação pós-operatória imediata.

- Atendimento de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada.

- Procedimentos realizados sob orientação dos supervisores até o final do primeiro ano de residência: punções e drenagens superficiais, biópsias superficiais, excisão de tumores de pele, reconstrução de defeitos cirúrgicos com retalhos locais e enxertia, laringoscopias com biópsias, traqueostomias, excisão de pequenos tumores de boca, excisão de cistos benignos da região cervical, excisão de tumores de partes moles, tireoidectomias parciais ou totais para patologias benignas, excisão de nódulo benigno da mama, laparotomias, laparorrafias, ooforectomias simples, histerectomia para tumores benignos, estomias, enterectomias e enteroanastomoses.

- Realizar prioritariamente procedimentos classificados como grau 1 de complexidade no nível 1 de competência.

- Treinamento em serviço e Curso de Radioterapia.

- Princípios Básicos da Radioterapia.

- Imagenologia aplicada.

- Radiobiologia.

- Radiopatologia.

- Tumores do SNC.

- Tumores de Cabeça e Pescoço.

- Tumores Torácicos.

- Tumores de Mama.

- Tumores Gastrointestinais.

- Tumores Genitourinários.

- Tumores Ginecológicos.

- Tumores de Pele.

- Sarcomas de partes moles e ossos.

- Tumores Hematológicos.

- Tumores Pediátricos.

- Emergências Radioterápicas.

- Metástases.

- Radioterapia em lesões não neoplásicas.

- Avaliação e prescrição dos pacientes internados ou admitidos na unidade de emergência do hospital que estão sob ou têm indicação de radioterapia.

- Acompanhamento do atendimento aos pacientes internados (anamnese e exame físico).

- Acompanhamento da avaliação de exames complementares.

- Aprendizado em relação aos cuidados de pacientes em tratamento oncológico e suas intercorrências.

- Acompanhamento das visitas diárias com discussões diagnósticas e terapêuticas.

- Aprendizado e orientação em procedimentos de enfermaria, evolução, solicitação de exames e prescrições.

- Acompanhamento na evolução de pacientes internados e registro de óbitos.

- Orientação e sumário de alta.

- Organização de prontuários.

- Acompanhamento no atendimento de pacientes oncológicos em unidades de urgência e emergência.

- Acompanhamento no atendimento de emergência sendo o residente solicitado pela equipe do setor quando da necessidade de avaliação de casos oncológicos, sob supervisão do Supervisor de PRM e de assistentes.

- Acompanhamento da realização de pronto atendimento aos pacientes oncológicos.

 

* R2 - Segundo Ano

- Realização sob supervisão do Supervisor do PRM na elaboração de anamnese e exame loco-regional do paciente;

- Discussão e elaboração de hipóteses diagnósticas;

-  Solicitação de exames complementares;

- Realização sob supervisão de estadiamento;

- Discussão de casos clínicos;

- Realização sob supervisão de procedimentos diagnósticos/terapêuticos invasivos: biópsias, punções, exéreses, etc;

Atendimento sob supervisão de casos de urgência/emergência de pacientes internados ou encaminhados para ambulatório;

- Agendamento sob supervisão de consultas/procedimentos terapêuticos;

- Solicitação de consentimento informado;

- Respostas aos pedidos de parecer;

- Registro de informações segundo padrões do sistema de registro hospitalar de câncer.

- Acompanhamento e execução de atividades cirúrgicas com condições tecnológicas, materiais e humanas;

- Recuperação pós-anestésica;

- Recuperação pós-operatória imediata;

- Atendimento de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada;

- Procedimentos realizados sob orientação dos supervisores até o final do segundo ano de residência: punções e drenagens cavitárias ou cervicais, biópsias profundas, glossectomias parciais via oral, linfadenectomia cervical seletiva, excisão de tumores da orofaringe via oral, tireoidectomias parciais e totais para patologia maligna, laringosuspensão com biópsias e ressecção de pequenos tumores laríngeos, parotidectomias para patologia benigna, paratireoidectomias, submaxilarectomias por patologia benigna, enucleações, setorectomias mamárias por patologia maligna, mastectomia radical modificada, linfadenectomia axilar, linfadenectomia inguinal, gastrectomias parciais, esplenectomias, amputações de baixa complexidade, excisão compartimental de tumores malignos superficiais de partes moles, toracotomias, toracorrafias, conização, orquiectomias;

- Realizar prioritariamente procedimentos classificados como grau 1 de complexidade no primeiro semestre e inicia a realização de procedimentos do grau 2 no segundo semestre.

- Treinamento em Serviço e Estágio em Patologia;

- Princípios Gerais da Patologia, realização de autópsias, participação e aprendizado em patologia cirúrgica e citopatologia esfoliativa, Autópsias e Citopatologia diagnóstica;

- Acompanhamento das atividades de Citopatologia diagnostica incluindo: citologia esfoliativa, punção aspirativa com agulha fina e citologia cervico-vaginal;

- Aperfeiçoamento nas atividades em Patologia Cirúrgica, Punção Aspirativa e Imunoistoquimica;

- Patologia Cirúrgica, Punção Aspirativa e Imunoistoquimica.

- Reuniões anatomoclínica, reuniões de autópsia, patologia cirúrgica e discussão teórica.

- Atendimento sob supervisão do Supervisor de PRM, aos pacientes internados (anamnese e exame físico);

- Avaliação sob supervisão de exames complementares;

- Cuidado sob supervisão de pacientes em tratamento oncológico e suas intercorrências;

- Visitas diárias com discussões diagnósticas e terapêuticas;

- Orientação e procedimentos de enfermaria, evolução, solicitação de exames e prescrições;

- Evolução sob supervisão de pacientes internados e registro de óbitos;

- Orientação e sumário de alta;

- Organização de prontuários;

- Atendimento, sob supervisão do Supervisor de PRM, de pacientes oncológicos em unidades de urgência e emergência;

- Atendimento de emergência sendo o residente solicitado pela equipe do setor quando da necessidade de avaliação de casos oncológicos, sob supervisão do Supervisor do PRM e de assistentes;

- Acompanhamento sob supervisão e realização do pronto atendimento aos pacientes oncológicos.

 

* R3 - Terceiro Ano

- Elaboração de anamnese e exame loco-regional do paciente;

- Discussão e elaboração de hipóteses diagnósticas;

Solicitação de exames complementares;

- Realização de estadiamento;

- Discussão de casos clínicos;

- Realização de procedimentos diagnósticos/terapêuticos invasivos: biópsias, punções, exéreses, etc;

- Atendimento de casos de urgência/emergência de pacientes internados ou encaminhados para ambulatório;

- Agendamento de consultas/procedimentos terapêuticos;

- Solicitação de consentimento informado;

- Respostas aos pedidos de parecer;

- Registro de informações segundo padrões do sistema de registro hospitalar de câncer;

- Realização de atividades cirúrgicas com condições tecnológicas, interagindo equipes multidisciplinares;

- Recuperação pós-anestésica;

- Recuperação pós-operatória imediata;

- Atendimento de intercorrências cirúrgicas, por meio da ação de uma equipe integrada;

- Procedimentos realizados sob orientação dos supervisores até o final do terceiro ano de residência: ressecção de tumores de pele extensos com reconstrução complexa, pelveglossectomias parciais ou totais com acesso combinado, pelveglossomandibulectomias, mandibulectomia marginal ou segmentar, linfadenectomia cervical radical ou radical modificada, excisão de tumores malignos da orofaringe, laringectomias e faringectomias parciais, laringectomia total, faringolaringectomia total, reconstrução de defeitos da cabeça e pescoço com grandes retalhos à distância (peitoral maior, deltopeitoral), tireoidectomias totais com linfadenectomia cervical para patologia maligna, abordagem cirúrgica de tumores malignos das glândulas salivares, maxilarectomias parciais, maxilarectomia total, exenteração orbitária, esofagectomias, lobectomias pulmonares, acesso ao esôfago torácico, gastrectomia total, colectomias parcial e total, proctocolectomia com grampeamento endoanal, amputação abdômino-perineal do reto, pancreatectomias parciais, ressecções hepáticas simples, abordagem cirúrgica das vias biliares, nefrectomias, cistectomias parciais, prostatectomia radical, penectomia, linfadenectomia ilíaco obturatória, linfadenectomia retroperitoneal, amputações de alta complexidade, desarticulações, excisão compartimental de tumores malignos ósseos ou profundos de partes moles, histerectomia total ampliada, abordagem cirúrgica complexa de tumores malignos de ovário (“debulking”), vulvectomias;

- Realizar procedimentos do grau 2 de complexidade no nível 1 de competência, sendo desejável participação em atividades do nível 2.

 

O estágio opcional é de livre escolha do residente, porém deverá ser aprovado pelo Supervisor do programa, que fornecerá as opções e áreas para sua realização. 

 

Supervisor
Dr. Luiz Gustavo Hermógenes Pereira
Supervisor do PRM em Cancerologia Cirúrgica
Informações: (35) 3529-1006

SOBRE A UNEP
Criada em 2015, a Unidade de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Misericórdia de Passos gerencia, organiza e promove a formação profissional e acadêmica em saúde, desenvolve e coordena pesquisas clínicas e projetos de inovação, disseminando e construindo o conhecimento.
ACESSO RÁPIDO
ATENDIMENTO
Telefone
(35) 3529-1457
© 2021 UNEP . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.