UNEP

CANCEROLOGIA CLÍNICA

O objetivo do Programa de Residência Médica em Cancerologia Clínica é especializar profissionais para atuar na oncologia, nas atividades de assistência, ensino, pesquisa e gestão, em uma perspectiva interdisciplinar e de acordo com os princípios do SUS e da Política Nacional de Humanização, promovendo a formação de médicos residentes com as características e habilidades necessárias para exercer a oncologia geral com excelência e à luz dos conhecimentos atuais da medicina baseada em evidências.

 

 

* R1 - Primeiro Ano

- Obter dados de anamnese completa e exame físico dos pacientes que estiverem sob sua responsabilidade, registrá-los de forma ordenada, elaborar hipóteses diagnósticas, apresentar os casos em discussões diárias durante as visitas médicas dos médicos titulares orientadores;

- Realizar evolução clínica do paciente internado diariamente em prontuário;

- Interpretar e discutir os exames diagnósticos;

- Realizar prescrição médica sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Realizar prescrição de quimioterapia (QT) sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Aplicar termo de consentimento livre e proposto. Solicitar a supervisão do médico titular/assistente ou preceptor sempre que possível;

- Elaborar relatórios para justificativa de quimioterapia as fontes pagadoras;

- Elaborar relatórios esclarecidos sempre antes do início de um regime terapêutico oncológico novo;

- Explicar potenciais efeitos colaterais relacionados ao tratamento e dirimir possíveis dúvidas dos pacientes em relação ao tratamento de alta completos que devem ser encaminhados à equipe titular para arquivo eletrônico;

- Realizar avaliação do paciente em urgência/emergência médica (história concisa, objetiva e completa, exame físico completo), discutir a proposta investigativa e terapêutica com preceptor ou médico assistente;

- Interpretar e discutir exames diagnósticos;

- Avaliar e monitorar pacientes graves;

- Observar e/ou executar, sob supervisão, punções torácica, liquórica, abdominal, de acesso venoso central de curta permanência, além de coleta de mielograma e biópsia de medula óssea quando necessário;

- Observar e/ou executar sob supervisão, sempre que possível, intubação traqueal;

- Observar e/ou executar sob supervisão, sempre que possível, manobras de reanimação cardiorrespiratória;

- Realizar avaliação de pacientes em terapia infusional (história concisa, objetiva e completa, exame físico completo) que apresentem intercorrências clínicas antes, durante e após tratamento infusional, discutir condutas com o médico da equipe titular ou médico escalado para supervisionar a quimioterapia;

- Checar e interpretar exames que estejam fora dos parâmetros adequados para o tratamento infusional, discutir com médico titular ou com sua equipe qual a conduta a ser tomada. Por ex: adiar e remarcar data da QT, quando repetir exames, tomar alguma outra medida terapêutica cabível e adequada;

- Prescrição de quimioterapia sob supervisão do médico titular ou de sua equipe;

- Discutir com equipe titular qualquer dúvida em relação à prescrição de QT: mudança de dose, omissão ou associação de medicações, qualquer observação referida pelo paciente ou pela enfermagem e que não esteja documentada pelo médico prescritor;

 

* R2 - Segundo Ano

- Obter dados de anamnese completa e exame físico dos pacientes que estiverem sob sua responsabilidade, registrando-as de forma ordenada, elaborar hipóteses diagnósticas, apresentar os casos em discussões diárias em visitas médicas dos médicos titulares orientadores;

- Realizar evolução clínica do paciente internado;

- Interpretar e discutir os exames diagnósticos;

- Realizar prescrição médica sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Realizar prescrição de quimioterapia sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Aplicar termo de consentimento livre e esclarecido sempre antes do início de um regime terapêutico oncológico novo. Explicar potenciais efeitos colaterais relacionados ao tratamento e dirimir possíveis dúvidas dos paciente em relação ao tratamento proposto. Solicitar a supervisão do médico titular/assistente ou preceptor sempre que possível;

- Elaborar relatórios para justificativa de quimioterapia as fontes pagadoras;

- Elaborar relatórios de alta que devem ser encaminhados à equipe titular, para arquivo eletrônico;

- Realizar avaliação de pacientes em terapia infusional (história concisa, objetiva e completa, exame físico completo) que apresentem intercorrências clínicas antes, durante e apos tratamento infusional, discutir condutas com o médico da equipe titular ou médico escalado para supervisionar a quimioterapia;

- Checar e interpretar exames que estejam fora dos parâmetros adequados para o tratamento infusional, discutindo com médico titular ou com sua equipe qual a conduta a ser tomada. Por ex: adiar e remarcar data da QT, quando repetir exames, tomar alguma outra medida terapêutica cabível e adequada;

- Prescrição de quimioterapia sob supervisão do médico titular ou de sua equipe;

- Discutir com equipe titular qualquer duvida com relação a prescrição de QT: mudança de dose, omissão ou associação de medicações, qualquer observação referida pelo paciente ou pela enfermagem e que não esteja documentada pelo médico prescritor;

- Obter dados de anamnese completa e exame físico dos pacientes que serão avaliados nos consultórios de oncologia, registrando-os de forma ordenada. Elaborar hipóteses diagnósticas e discutir estratégias diagnósticas e terapêuticas;

- Checar, interpretar e discutir exames complementares e critérios de resposta terapêutica;

- Prescrever a quimioterapia indicada sob supervisão de o médico titular, garantir que o paciente saia da consulta com o plano terapêutico completo ate o próximo retorno (prescrição dos ciclos ate o próximo retorno, solicitação de exames que serão checados pelo ambulatório de QT e/ou no retorno e prescrição de medicações de suporte quando indicada);

- Aplicar termo de consentimento livre e esclarecido sempre ao inicio de um regime terapêutico novo. Explicar potenciais efeitos colaterais relacionados ao tratamento e dirimir as dúvidas do paciente quanto ao tratamento proposto;

- Solicitar a supervisão do médico titular/assistente ou preceptor sempre que necessário;

- Elaborar formulário de solicitação de QT e relatório que justifique o tratamento proposto junto à fonte pagadora;

- Proporcionar ao médico residente treinamento prático e teórico em radioterapia;

- Estimular o profissionalismo e comprometimento do médico com seus pacientes e colegas, além do fomento às atividades de pesquisa e desenvolvimento no contexto de oncologia clínica;

- Estimular o médico residente a desenvolver ou aprimorar a capacidade de interação com outros especialistas e assumir as responsabilidades necessárias ao exercício de sua futura especialidade;

- Discutir os casos em ambiente multidisciplinar junto aos outros especialistas propiciando uma abordagem integral ao paciente.

 

* R3 - Terceiro Ano

- Obter dados de anamnese completa e exame físico dos pacientes que estiverem sob sua responsabilidade, registrando-as de forma ordenada, elaborar hipóteses diagnósticas, apresentar os casos em discussões diárias em visitas médicas dos médicos titulares orientadores;

- Realizar evolução clínica do paciente internado;

- Interpretar e discutir os exames diagnósticos;

- Realizar prescrição médica sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Realizar prescrição de quimioterapia sob supervisão do médico titular ou seu assistente ou preceptor;

- Aplicar termo de consentimento livre e esclarecido sempre antes do início de um regime terapêutico oncológico novo. Explicar potenciais efeitos colaterais relacionados ao tratamento e dirimir possíveis dúvidas dos paciente em relação ao tratamento proposto. Solicitar a supervisão do médico titular/assistente ou preceptor sempre que possível;

- Elaborar relatórios para justificativa de quimioterapia as fontes pagadoras;

- Elaborar relatórios de alta que devem ser encaminhados à equipe titular, para arquivo eletrônico;

- Realizar avaliação de pacientes em terapia infusional (história concisa, objetiva e completa, exame físico completo) que apresentem intercorrências clínicas antes, durante e apos tratamento infusional, discutir condutas com o médico da equipe titular ou médico escalado para supervisionar a quimioterapia;

- Checar e interpretar exames que estejam fora dos parâmetros adequados para o tratamento infusional, discutindo com médico titular ou com sua equipe qual a conduta a ser tomada. Por ex: adiar e remarcar data da QT, quando repetir exames, tomar alguma outra medida terapêutica cabível e adequada;

- Prescrição de quimioterapia sob supervisão do médico titular ou de sua equipe;

- Discutir com equipe titular qualquer duvida com relação a prescrição de QT: mudança de dose, omissão ou associação de medicações, qualquer observação referida pelo paciente ou pela enfermagem e que não esteja documentada pelo médico prescritor;

- Obter dados de anamnese completa e exame físico dos pacientes que serão avaliados nos consultórios de oncologia, registrando-os de forma ordenada;

- Elaborar hipóteses diagnósticas e discutir estratégias diagnósticas e terapêuticas;

- Checar, interpretar e discutir exames complementares e critérios de resposta terapêutica;

- Prescrever a quimioterapia indicada sob supervisão de o médico titular, garantir que o paciente saia da consulta com o plano terapêutico completo ate o próximo retorno (prescrição dos ciclos ate o próximo retorno, solicitação de exames que serão checados pelo ambulatório de QT e/ou no retorno e prescrição de medicações de suporte quando indicada);

- Aplicar termo de consentimento livre e esclarecido sempre ao inicio de um regime terapêutico novo. Explicar potenciais efeitos colaterais relacionados ao tratamento e dirimir as dúvidas do paciente quanto ao tratamento proposto;

- Solicitar a supervisão do médico titular/assistente ou preceptor sempre que necessário;

- Elaborar formulário de solicitação de QT e relatório que justifique o tratamento proposto junto à fonte pagadora;

- Estágio extra-curricular optativo: Possibilitar a sedimentação do conhecimento do indivíduo e adaptação comportamental à futura atividade profissional.

 

Supervisor
Pedro de Castro Mendes
Supervisor do PRM em Cancerologia Clínica
Informações: (35) 3529-1006

SOBRE A UNEP
Criada em 2015, a Unidade de Ensino e Pesquisa da Santa Casa de Misericórdia de Passos gerencia, organiza e promove a formação profissional e acadêmica em saúde, desenvolve e coordena pesquisas clínicas e projetos de inovação, disseminando e construindo o conhecimento.
ACESSO RÁPIDO
ATENDIMENTO
Telefone
(35) 3529-1457
© 2021 UNEP . TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.